Rodovias

MODAL RODOVIÁRIO

O estado de Mato Grosso possui aproximadamente 5.470 km de rodovias federais, sendo 4.220 pavimentadas e 1.250 não pavimentadas, 30.230 km de rodovias estaduais, sendo 6.640 km pavimentadas e 23.560 km não pavimentadas e 100.000 km de rodovias municipais, todas sem pavimentação (SRE, Sinfra – Maio/2017). As rodovias federais são estruturantes, recebem as cargas das rodovias estaduais e conduzem nas para o mercado interno ou para os portos, passando por outros estados, onde temos que acompanhar a situação de conservação e manutenção destas.

Por estas rodovias criamos os chamados corredores estratégicos:

BR 364 – ligando o Oeste e Noroeste de Mato Grosso a Porto Velho – RO e desta pela hidrovia do Rio Madeira aos portos do Arco Norte.

BR 163 – ligando a região do Médio Norte de Mato Grosso às Estações de Transbordo de Cargas de Miritituba e pelo Rio Tapajós aos portos do Arco Norte.

BR 158/155 – ligando as regiões Leste e Nordeste de Mato Grosso a Marabá – PA que pelo Rio Tocantins alcança os portos de Vila do Conde e a Palmerante – TO que pela Ferrovia Norte Sul alcança os portos da Baia de São Marcos em São Luiz do Maranhão.

 

Confira logo abaixo o status de algumas das rodovias federais que o MPL vem trabalhando em busca de melhorias:

BR-158 (Contorno da Terra Indígena): 

  • O trecho foi dividido em dois lotes:
  • Lote A (93 km)- Pronto para licitação;
  • Lote B (97 km) – Projeto em análise pelo DNIT.
  • Licenciamento Ambiental – Aguardando anuência da FUNAI

BR-080 (Luis Alves x Ribeirão Cascalheira-MT)

  • EIA-RIMA aprovado e Projeto básico concluído;
  • O DNIT está negociando com o ICMBIO exigências feitas sobre o traçado da rodovia;
  • O estudo do componente indígena tem previsão de entrega para o dia 30/06/17;
  • A ponte sobre o rio do Araguaia está em fase de elaboração de projeto.

BR-242 (Sorriso-MT x Santiago do Norte-MT)

  • As 8 pontes já foram licitadas (Atrativa);
  • O projeto executivo já está finalizado;
  • Falta licença de instalação

BR-242 (Santiago do Norte-MT x Rib. Cascalheira-MT)

  • O trecho entre Santiago do Norte e Querência (285 km), foi dividido em 3 lotes:
  • Lote A – Consorcio CAVALCA/ENPA;
  • Lote B – Consorcio JM/ETEC/ALTA;
  • Lote C – Consorcio DESTESA/BANDEIRANTE;
  • Já foi dado ordem de serviço para a elaboração do projeto executivo e o DNIT/MT irá licitar o estudo de componente indígena.

BR-163 – Concessão (Divisa MT/MS x Sinop-MT)

  • Foi realizada reunião com a ANTT sobre os acessos das propriedades rurais as rodovias BR-364 e BR-163. Também foram feitas reuniões com a CRO para elaboração de um projeto padrão de acesso. Estamos aguardando a apresentação do projeto por parte da CRO.

BR 163 – Concessão (Sinop-MT x Miritituba-PA)

  • Os investimentos e gastos operacionais estão sendo revisados pela ANTT;
  • A ANTT aguarda manifestação de interesse por parte de investidores. Nós assumimos o compromisso de expor aos possíveis interessados, nossa estimativa de tráfego;
  • A previsão é que a licitação ocorra somente no segundo semestre de 2017.

BR-174 (Castanheira-MT x Colniza-MT)

  • Lote 1 – Sanches Tripoloni/Trafecon – Elaboração de Projeto;
  • Lote 2 – Agrimex – Elaboração de Projeto;
  • Lote 3 – Trimec/Cavalca/Projecta – Projeto em análise;
  • Lote 6 – Guaxe/Encomind/JBS – Projeto em análise;
  • Lotes 4 e 5 – Revisão de orçamento de projeto em fase final. Após isso, a Sinfra encaminhará o documento ao DNIT para aprovação.

A empresa de manutenção é a Andrade e Vicente.

  • (Juína x Vilhena) a empresa contratada para manutenção é a Mascarenhas Meireles.

               Evento realizado pelo MPL/Aprosoja percorrendo as rodovias federais no estado de Mato Grosso. Estradeiro BR 163.

Parceiros